Mato Grosso do Sul registra 800 óbitos pela Covid-19

0

O Secretário de Saúde do Estado, Geraldo Resende, anunciou na Live de hoje (27) que Mato Grosso do Sul atingiu 800 óbitos (taxa de letalidade: 1,7%), sendo 17 deles na Capital.

Geraldo prestou suas homenagens aos familiares e lamenta a perda dessas vidas. Ele ressalta que tanto na capital, quanto no estado, o número de óbitos em agosto superou o mês de julho, sendo o mês presente o mês em que a pandemia se tornou mais agressiva no estado.

Campo Grande é o epicentro da pandemia no estado. A média é de 14.1 óbitos no estado, enquanto esse dado em Campo Grande é de 8.0. Geraldo reafirma a necessidade de rastreamento dos casos e da diminuição da taxa de transmissão da doença, esta que, no MS, é maior que a média nacional.

O Brasil possui 3.717.156 casos confirmados do novo coronavírus, totalizando 117.665 óbitos. A Região Centro-Oeste detem 410.914 dos casos nacionais e 8.681.

Mato Grosso do Sul registra 902 novos casos, chegando na marca de 46.261 totais. A média móvel dos últimos sete dias é 866. Mais de 80% dos casos no estado estão recuperados. Permanecem 7.358 casos ativos.

Print de tela resgitrado na Live de hoje (27). Geraldo Resende anuncia o boletim epidemiológico na região.

Em Campo Grande, essa média é de 389 casos novos a cada dia, sendo 340 os registrados hoje. Além da Capital, as outras três cidades com maior número de casos novos são Corumbá, com 96 registros; Dourados, com 65 e  Nova Alvorada do Sul, 58.

O Secretário pede à população que respeitem o isolamento social, enfatizando que a taxa de isolamento no estado é muoto baixa. A Secretária-adjunta da Secretaria de Estado de Saúde, Christine Maymone , expressa sua indignação com a postura da população.

Dos 17 óbitos registrados hoje, 11 são em Campo Grande. Corumbá registou três óbitos; um em Ladário, um em Mundo Novo e um em Chapadão do Sul. 39% dos óbitos totais do estado são registrados em Campo Grande.

A ocupação dos leitos adultos é de 39% dos clínicos (287) e 62% das UTIs (218). Nos leitos pediátricos, quatro clínicos estão ocupados (3%) e dois de UTI (22%).

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui