Medalha nele: Sargento da PM evita desgraça e salva 3 crianças durante incêndio em Campo Grande

0
Crédito: Willian Leite/TopMídiaNews

O sargento da Polícia Militar de Mato grosso do Sul, Laércio Alves dos Santos, evitou uma tragédia na manhã desta terça-feira (20), quando salvou a vida de três crianças, de 2, 3 e 5 anos, de um incêndio que acontecia em um apartamento no Residencial Botafogo, no bairro Pioneiros, em Campo Grande.

 

Lotado no 10° Batalhão da PM, o sargento atendia uma ocorrência próximo ao local quando foi avisado pela vizinha, de 48 anos que informou que as crianças pediam socorro enquanto o fogo se espalhava pelo apartamento.

 

Segundo informações do jornal TopMídiaNews, a mãe das crianças, que não teve a idade revelada, havia saído a poucos minutos para comprar lanche para as crianças na região e as deixado sozinhas.

 

No entanto, de acordo com as informações, uma das crianças estava brincando com um isqueiro no quarto e acabou dando início ao incêndio.

 

Segundo o militar, ele precisou pular o muro da casa da vizinha para ter acesso ao apartamento em chamas. O policial teve que arrombar a porta para salvar inicialmente as duas crianças que saíram em seu colo, mas afirmou que teve dificuldades para respirar. A outra criança também foi salva.

 

A atitude louvável e da profissão, evitou uma tragédia. Conforme explicação do Corpo de Bombeiros, caso o sargento não agisse de maneira rápida, as crianças poderiam ter morrido no local.

 

Pelo menos quatro viaturas dos Bombeiros, sendo duas de resgate e duas ABTs, que são de combate a incêndio, estiveram na ocorrência.

 

A mãe retornou ao local, mas não quis conversar com a imprensa e estava bastante abalada, sendo consolada por uma amiga que morava no apartamento ao lado.

 

As crianças passam bem e receberam atendimento médico no local, mas foram encaminhadas para o UPA (Unidade de Pronto Atendimento) Universitário, assim como o sargento Laércio Alves que também foi encaminhado a unidade de saúde.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui