Ministério Público “derruba” esquema ilegal de venda de armas de fogo em MS

0

O Ministério Público de Mato Grosso do Sul, por intermédio do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO), deflagrou na manhã desta quinta-feira (8), a Operação “Pane Seca”, que visa a desarticulação de uma possível associação de criminosos, que atua há pelo menos dois anos no comércio ilegal de arma de fogo e munições, nas cidades de Dourados, Douradina e Tacuru, inclusive aparelhando os pontos de venda de estupefacientes.

Ao todo foram cumpridos 04 mandados de prisões temporárias, envolvendo um policial militar da reserva remunerada do Estado de Mato Grosso do Sul, e ao menos 10 locais foram alvos de busca e apreensão. Os mandados foram expedidos pelo Juiz Luiz Alberto de Moura Filho, titular da 1ª Vara Criminal de Dourados.

Além dos Policiais do GAECO, a operação contou com o apoio da Equipe Corregedoria da Polícia Militar do Estado de Mato Grosso do Sul, e do Batalhão de Choque da Polícia Militar.

Operação Pane Seca

“Pane Seca” é um tipo de pane frequente em armamentos. A operação ganhou esse nome por analogia a seu objetivo, que é emperrar o sistema criminoso de comércio ilegal de arma de fogo e munições, que havia se estabilizado na região.

No curso da operação foram realizadas quatro prisões em flagrante e apreendidos: 1 espingarda calibre. 22; 1 revólver cal.38; 1 revólver cal.357; R$ 60.294,00 em espécie; 1 espingarda artesanal; 1 tablete de maconha; 60 munições cal.22; 7 munições. 38; 16 munições cal.357; 27 munições cal.32 e 2 munições cal.12.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui