Ministro Celso de Mello autoriza apuração de falas de Moro contra Bolsonaro

Decisão do ministro decano da Suprema Corte atende ao pedido do procurador-geral da República, Augusto Aras

0

O ministro Celso de Mello, do STF (Supremo Tribunal Federal), decidiu nesta segunda-feira (27) autorizar a abertura de um inquérito para investigar as declarações feitas pelo ex-ministro da Justiça Sérgio Moro contra o presidente Jair Bolsonaro.

A decisão de Celso de Mello, decano da Corte, atende ao pedido do procurador-geral da República, Augusto Aras.

A intenção agora é apurar se foram cometidos os crimes de falsidade ideológica, coação no curso do processo, advocacia administrativa, prevaricação, obstrução de Justiça, corrupção passiva privilegiada, denunciação caluniosa e crime contra a honra.

Integrantes do MPF (Ministério Público Federal) apontam que, como Aras pediu ao STF a apuração do crime de denunciação caluniosa e contra a honra, o inquérito pode se voltar contra Moro, caso as investigações não confirmem as acusações.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui