MP denuncia deputada Federal Flordelis por assassinato de pastor; mais 7 filhos estão envolvidos

0

Na manhã desta segunda-feira (24) a deputada federal Flordelis foi confirmada a mandante do assassinato do Pastor Anderson do Carmo, seu ex-marido, segundo a Operação Lucas 12. Nove pessoas já foram presas, mas ela não pôde ser presa em decorrência da imunidade parlamentar.

Anderson foi assassinado em 16 de junho de 2019 na casa da família, em Niterói, no estado do Rio de Janeiro. Com mais de 15 tiros no corpo, o crime aconteceu na garagem de casa, onde o pastor havia voltado para buscar algo que esquecera.

Seu telefone celular nunca foi encontrado e a arma utilizada estava na casa da deputada. A história contada à polícia dizia que o pastor havia sido vítima de uma assalto.

Lista disponibilizada pelo G1 mostra o envolvimento dos filhos no caso. Dentre os 55 filhos, biológicos e adotivos, do casal, cinco foram denunciados pelo Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ), sendo eles Marzy Teixeira da Silva, André Luiz de Oliveira, Carlos Ubiraci Francisco Silva, Simone dos Santos Rodrigues, Adriano dos Santos. Flávio dos Santos Rodrigues, filho de Flordelis foi apontado como autor do crime contra o padrasto e já estava preso desde o velório.

Flordelis e Anderson do Carmo. Foto: Reprodução

Além deles, Lucas Cezar dos Santos foi preso ano passado por ser o responsável pela compra da arma e a neta Rayane dos Santos Oliveira também está envolvida.

Outras pessoas foram indiciadas por envolvimento no crime, somando as 11 denúncias feitas pelo MPRJ.

Envolvimento de Flordelis e motivação

Conforme a polícia, antes do assassinato a tiros, Flordelis já havia tentado matar o marido pelo menos outras quatro vezes, uma delas envolvendo envenenamento. O inquérito concluiu que a motivação do crime foi desentendimentos familiares, nos quais Flordelis não estava satisfeita com a forma de Anderson administrar o dinheiro da casa.

A deputada vai responder por cinco crimes: homicídio triplamente qualificado, associação criminosa, falsidade ideológica, uso de documento falso e tentativa de homicídio.

 

Imagem destaque: Filhos de Flordelis são presos por suspeita de envolvimento no crime- Reprodução/TV Globo

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui