“Nós vencemos”, comemoram ex-moradores da Cidade de Deus aos receberem casas

0

Aconteceu na manhã de domingo (01), no loteamento Bom Retiro, a inauguração das 136 moradias construídas para as famílias da antiga comunidade Cidade de Deus, dando-lhes mais conforto, dignidade e segurança. O evento contou com a participação da diretora-presidente da Agência de Habitação Popular de Mato Grosso do Sul (Agehab), Maria do Carmo Avesani Lopez, e de autoridades municipais.

No ato, seis beneficiários receberam as chaves dos imóveis das mãos de Maria do Carmo, do prefeito de Campo Grande, Marquinhos Trad, da diretora-presidente da Amhasf (Agência Municipal de Habitação e Assuntos Fundiários), Maria Helena Bughi, além de secretários e vereadores municipais presentes. A entrega dessas unidades concluiu um ciclo de entregas que começou em 2019.

A aposentada, Maria do Carmo R. Carneiro não conseguiu conter as lágrimas durante a cerimônia. “Eu agradeço a todos pela casinha que vocês fizeram para nós”. E continuou dizendo que “hoje estou muito eu. Agradeço à Deus por aquele rancho ali e por essa vitória”, falou emocionada a beneficiária.

“Vendo tudo que aconteceu, hoje eu posso dizer que a favela venceu! Pois o tempo de Deus é perfeito, e no tempo certo todos serão beneficiados. Esta nossa luta é o que me enche de orgulho”, declarou em seu discurso o representante da comunidade, Rogério Carvalho.

As moradias possuem cinco peças, com dois quartos, sala, cozinha e banheiro, além de área de serviço. Do total de unidades, oito são geminadas, de duas unidades ligadas uma à outra, dividindo espaço proporcional no lote, o que beneficia 16 famílias. As demais seguem o padrão convencional de moradia.

“Tanto o Governo do Estado quanto a Amhasf tem o objetivo de fornecer cidadania às pessoas. O que foi feito aqui trouxe a casa, a qualificação, a renda e a autoestima, então o projeto realizado aqui consolidou muitos benefícios para as famílias. E eu acho que essa é nossa missão enquanto servidores públicos”, disse Maria do Carmo aos presentes.

Quem concluiu a cerimônia foi o prefeito. Durante a fala, Marquinhos exaltou a luta dos antigos moradores da Cidade de Deus. “O que vocês passaram alguns anos atrás, poucos de nós teríamos condições de superar, mas Deus deu a vocês essa perseverança. Por isso, muito mais do que uma simples entrega de chave, esse momento significa a devolução do respeito que o poder público tirou de vocês”.

Logo após, a placa de inauguração foi descerrada pelas autoridades junto dos seis beneficiados.

Deixe uma resposta