Campo Grande (MS) – O fornecimento de gás natural de Mato Grosso do Sul para a Fibria – empresa brasileira líder mundial na produção de celulose de eucalipto a partir de florestas plantadas – vai aumentar em 147%, de 159 mil m³/dia para 394 mil m³/dia. Por meio da Companhia de Gás de Mato Grosso do Sul (MSGÁS), o Governo do Estado firmou parceria com a indústria e vai ampliar o abastecimento de combustível para atender a segunda linha de produção da fábrica de Três Lagoas, que tem início de operação previsto para setembro deste ano.

Durante ato solene na governadoria, na terça-feira (11), o diretor-presidente da MSGÁS, Rudel Trindade, o diretor de logística e suprimentos da Fibria, Wellington Giacomin, e o diretor industrial da companhia, Paulo Ricardo da Silveira, assinaram contrato para a compra e venda do gás natural. A cerimônia contou com a presença do governador Reinaldo Azambuja, do secretário estadual de Meio Ambiente e Desenvolvimento Econômico Jaime Verruck e do deputado estadual Eduardo Rocha.

O gás natural que será fornecido pela MSGÁS à Fibria vem da Bolívia por meio do gasoduto Bolívia-Brasil. O combustível será utilizado nos processos do Forno de Cal e Caldeira de Recuperação da segunda linha de produção de celulose da companhia em Três Lagoas. A primeira linha de produção de celulose da empresa já utiliza gás natural da MSGÁS desde 2008.

Deixe uma resposta