“O olho da cara”: Pesquisa do Procon aponta variação de até 300% para o Dia de Finados

0

Pesquisa realizada por equipe da Superintendência para Orientação e Defesa do Consumidor – Procon/MS, órgão integrante da Secretaria de Estado de Direitos Humanos, Assistência Social e Trabalho – Sedhast tendo como foco artigos tradicionais de comércio relacionados ao Dia dos Finados detectou diferenças que vão de 33,33 por cento, no caso de coroa de flor natural (grande) a 300 por cento  quando se trata de calandiva (vaso grande) e de kalanchoe (vaso médio).

 

A coroa é comercializada por R$ 400,00 na floricultura Jardim do Édio e por 300 na Pequena Flor. Já a maior diferença (300 por cento) se verificou na compra de calandiva (vaso médio) que na floricultura Monte Líbano custa R$ 40,00 enquanto na Holanda pode ser encontrado por R$ 10,00 e ainda, a flor denominada kalanchoe (vaso grande) que custa R$ 60,00 na Jardim do Édio e pode ser encontrada por R$ 15,00 na Holanda.

 

Neste trabalho, realizado no período de 21 a 25 de outubro em curso, foram visitados sete estabelecimentos comerciais e pesquisados 33 produtos, dos quais 32 são divulgados. Um deles só estava disponível em duas floriculturas. Os estabelecimentos pesquisados foram as floriculturas Jardim do Édio, Marrocos, Monte Líbano, Pequena Flor, Holanda, Pantanal Garden e Rosalândia.

 

Há que se observar que entre os produtos pesquisados, 22 tiveram decréscimo nos preços chegando a  – 51,10% no caso de cíclame enquanto  dez outros sofreram acréscimo sendo o maior de 11,36 % cento no caso da begônia fazendo-se a  comparação dos valores do ano passado (2 018) com os atuais. Os termos comparativos são possíveis levando em consideração os mesmos produtos pesquisados nos dois anos.

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui