Se a moda pega: em Itajaí, vereadores querem liberar a caça de capivaras

0

As simpáticas capivaras que passeiam tranquilamente pela Beira-Rio em Itajaí (SC) e viraram até atração turística no local, podem estar correndo risco de morte. O presidente da Câmara de Vereadores de Itajaí, Paulinho Amândio (PDT), aprovou requerimento na sessão ordinária na noite de terça-feira (29), solicitando que o Instituto Cidade Sustentável informe se existe algum tipo de controle dos animais na cidade.

 

Em sua justificativa, Amândio, afirma que em cidades como Rio do Sul, no Alto Vale do Itajaí, os roedores se alimentam de lavouras de frutas e verduras, enquanto “as nossas capivaras, segundo ele, se alimentam de peixe podre e lixo”, argumenta.

 

Além de se preocupar com o cardápio das capivaras, ele também questiona se foram realizados estudos para saber se os animais possuem carrapatos estrela, transmissor da febre maculosa.

 

O vereador Vanderley Dalmolin (PMDB) foi além e sugeriu que o município crie uma lei que autorize o abate dos animais nos mesmos moldes da que existe no Rio Grande do Sul. Dalmolin também reclamou que precisa cercar sua propriedade que fica no bairro Itaipava com cercas elétricas, para evitar que as capivaras comam tudo.

 

Além das capivaras os pombos também estão na mira do legislativo. O vereador Otto Quintino (PRB) defende que seja feito o controle de pombos que são considerados “ratos voadores” pela quantidade de doenças que podem transmitir para os seres humanos. Otto deu como exemplo o terminal de ônibus do bairro Cordeiros, que vive cheio dos bichos.

 

 

 

 

 

Fonte: Diarinho

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui