Pistoleiro abatido em confronto com Choque era um dos filhos de narcotraficante

0

Jardel Angelo Wink Soligo, 37 anos, morto no final da tarde desta quinta-feira (31), na Vila Bordon, em Campo Grande, em confronto com a equipe do Batalhão de Choque da Polícia Militar da Capital, era um dos vários filhos do traficante internacional Irineu Domingos Soligo, o “Pingo”.

De acordo com a SENAD (Secretaria Nacional Antidrogas) do Paraguai, Irineu é um dos narcotraficantes brasileiros mais procurados do país e também pela Interpol (polícia internacional).

O traficante está preso no Rio Grande do Sul após ser capturado em uma fazenda na região de Pedro Juan Caballero durante operação da SENAD.

Confronto

Jardel era conhecido por ser o principal pistoleiro de uma facção criminosa.

De acordo com o boletim de ocorrência, equipe do Choque realizava rondas na região Vila Bordon, em Campo Grande, nesta quinta-feira (31), quando percebeu atitude suspeita no carro que estava Jardel.

O ‘camisa 10’, como era conhecido, demonstrou certo nervosismo com a presença da polícia e, mesmo com a ordem de saída, retardou a abordagem.

Ao deixar o veículo, Jardel não obedeceu à ordem de permanecer com as mãos para cima e rapidamente sacou uma arma de fogo que estava na sua cintura.

A atitude causou confronto entre a polícia e o pistoleiro, que acabou levando um tiro na região do abdômen, foi socorrido, mas não resistiu.

Contra ele, havia um mandado de prisão pelo crime de homicídio cometido neste mês de dezembro.

Investigações apontaram que ele era responsável por outras 4 execuções nos últimos meses na Capital. Porém, a Polícia Civil investiga se houve mais crimes.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui