Polícia Civil “corta na carne” e prende Delegado por sumiço de 100 quilos de cocaína

0
48

Força-tarefa também faz buscas na casa dele, nesta segunda-feira (24). Investigação já prendeu 9 pessoas suspeitas de envolvimento no crime, entre elas uma advogada.

 

 

Força-tarefa envolvendo a Corregedoria da Polícia Civil, além da Delegacia Especializada em Repressão à Roubos a Bancos, Assaltos e Sequestros (Garras) e a Delegacia Especializada em Repressão à Homicídios (DEH) cumprem mandado de prisão temporária e de busca a apreensão na casa do delegado Eder Oliveira, nesta segunda-feira (24), em Aquidauana, a 131 km de Campo Grande. Ele atuava na delegacia da cidade, quando houve o sumiço de cerca de 100 kg de droga.

 

Segundo informações do G1, o delegado Fabio Peró, titular do Garras, disse que as viaturas saíram durante a madrugada e chegaram ao destino por volta das 5h (de MS). “Estão atuando em apoio. São mandados da corregedoria”. Já o delegado Jairo Carlos Mendes, titular interino da corregedoria, ressaltou que a investigação ocorre há cerca de 10 dias e hoje é mais um “dia de diligências”.

 

O Delegado-Geral Adjunto da Polícia Civil de Mato grosso do Sul, Adriano Garcia Geraldo, convocará uma coletiva ainda nesta tarde para falar sobre o assunto.

 

Há uma semana, Eder havia sido transferido para o município de Selvíria.

 

 

 

 

 

 

 

Com informações do G1