Procon encontra fogos de artifício e produtos alimentícios vencidos e autua supermercados

0

Irregularidades diversas encontrados em supermercados localizados em bairros periféricos de Campo Grande foram denunciadas por consumidores, o que levou equipe de fiscalização da Superintendência para Orientação e Defesa do Consumidor – Procon/MS. Órgão integrante da Secretaria de Estado de Direitos Humanos, Assistência Social e Trabalho – Sedhast  a realizar diligências e autuar dois locais de comercialização e, ao  encontrar produtos que, de alguma forma se encontravam impróprios par venda, descartar ou recolher para encaminhamento a autoridades.

Supermercado localizado no bairro Vespasiano Martins (Rua Luis Gustavo Ramos de Arruda) estava expondo para comercialização 226 unidades entre fogos de artifício e bombas de impacto considerável, sem atender as normas ditadas pelo Corpo de Bombeiros e, além disso, não tomar devidas precauções visando evitar acidentes. Com isso, o produto foi retirado e encaminhado às autoridades competentes.

No mesmo estabelecimento foram encontrados produtos impróprios para o consumo, destacando-se 20 quilos e 600 gramas de produtos de origem animal entre os quais miúdos bovinos e suínos, frango em pedaços sem quaisquer especificações de procedência e data de validade. Também pelos mesmos motivos foram descartados 10,8 quilos de massa de pão, mandioca descascada, 200 unidades de ovos branco e a mesma quantidade de bananas, além de pizzas.

Nessas condições foram encontrados, também, bolos confeitados, pudim de leita, presunto fatiado, mortadela (6.450 gramas), 11 unidades de pão francês, chipas, queijos, iogurte, noz-moscada e dezenas de unidades de embalagens de ração para animais apresentando irregularidades e expostas  à venda. Com prazo de validade expirado, a equipe do Procon Estadual encontrou embalagens com dois quilos de  lentilhas e um quilo de ervilhas, uvas, pizzas, kit para feijoada, iogurtes, farinha de mandioca, gordura vegetal, hortelã e manjericão.

No outro supermercado, este localizado no bairro Centenário (avenida Campestre), a fiscalização constatou a existência de 162 unidades de embalagens de sementes diversas entre pimenta, pimentão, almeirão, cenoura, tomate, berinjela e beterraba com prazos de validade expirados, alguns dos quais desde janeiro de 2 018.

A unidade comercial expunha, também, cervejas, refrigerantes, leite pasteurizado, e filé de peito de frango, todos impróprios para o consumo por estarem com prazo de validade vencidos. Todos dos produtos foram descartados e tiveram as embalagens inutilizadas de forma a não terem condições de voltar às prateleiras para comercialização.

Mais uma vez, fica demonstrada a necessidade do consumidor se manter alerta quando for adquirir, principalmente, produtos alimentícios. O superintendente do Procon Estadual, Marcelo Salomão, volta a reforçar as maneiras disponíveis para a comunidade  encaminhar suas de mandas ao órgão de proteção. Estão disponíveis dispositivo faça aqui a sua denúncia (o mais recente a entrar em funcionamento), como mais uma forma de contato externo, uma vez que dispunha de outros como como o fale conoscobloqtel (bloqueio de ligações telefônicas), e-mail (gabinete@procon.ms.gov.br), Whatsapp (67) 9 9158 0088 e os telefones 151 (disque denúncia) e (67) 3316 9800 (PABX).

 

 

Foto: Divulgação Procon/MS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui