R$ 7 milhões em ‘tapete preto’: ruas remendadas receberão recapeamento

0

A principal via comercial do Bairro Universitário, a Ria Pontalina, será recuperada. Para isso, trechos da via serão interditados ao tráfego para as obras de recuperação do pavimento, como parte da parceria entre a Prefeitura de Campo Grande e a Águas Guariroba.

Ao longo do trecho de 900 metros, entre a Rua Vitor Meirelles e a Avenida Guaicurus, será aplicado microrevestimento asfáltico, serviço de manutenção que devolverá ao pavimento da via plenas condições de trafegabilidade, além de prevenir o surgimento de novos buracos quando voltar o período de chuvas.

Nesta terça-feira (1º), o trabalho esteve concentrado no trecho a partir da esquina com a Rua Elvira Matos de Oliveira. Em toda a extensão já foi feito o tapa-buraco e o serviço agora é o de retirada do asfalto já comprometido por sucessivos remendos, substituído por uma nova capa. Em seguida será usada uma espécie de cola impermeabilizante e sobre o pavimento antigo será aplicado o material à base de pedra brita zero, pedrisco, pó de areia e massa asfáltica, o microrevestimento.

Serviço de qualidade

A recuperação deste trecho da Pontalina é comemorada pelos comerciantes, que no final do ano passado, diante da multiplicação dos buracos, chegaram a marcá-los e numerá-los como forma de protesto.

“Agora está sendo feito um serviço de qualidade. Tapar buraco apenas não resolve, porque outros apareciam, a cada chuva”, comenta a comerciante Karen Danielle, dona de uma loja de confecções bem em frente de onde as equipes estão trabalhando.

A mesma opinião tem o empresário José Rodrigues, dono de um supermercado. “A gente paga os impostos e quer isto, o retorno da prefeitura, em serviços como este, que durem”, explica.

Investimento

Há três semanas a Águas Guariroba iniciou a revitalização do asfalto da malha urbana, um investimento de R$ 7 milhões que abrangerá uma extensão de 22 km em 15 vias. É uma forma de compensação pelos danos que a expansão das redes de água e esgoto provocaram no pavimento da cidade.

Até agora o serviço já foi feito na Rua Raul Pires Barbosa (numa extensão de 750 metros entre a Ceará e a Rua Jeribá); está quase concluído na Padre Crippa (900 metros entre as avenidas Afonso Pena e Mato Grosso ). Na terça-feira a revitalização começou na Rua Antônio Maria Coelho (entre as avenidas Ernesto Geisel e Calógeras) e vai se estender por quase 1,5 km, até a Rua 25 de Dezembro.

Ruas que receberão recapeamento:

Padre João Crippa: Entre Afonso Pena e Mato Grosso
Dom Aquino: Entre a Ernesto Geisel e Rua 25 de Dezembro
Antônio Maria Coelho: Entre Ernesto Geisel e Rua 25 de Dezembro
Mascarenhas de Moraes: Entre a Cel. Antonino e a Tamandaré
Raul Pires Barbosa: Entre as ruas Ceará e Jeribá
Santana: Entre a Zahran e a Rua do Cruzeiro
Pontalina: Entre a Vitor Meireles e a Guaicurus
Yokoama: Entre a Café Filho e Amélio Carvalho Baís
Rodolfo José Pinho: Entre José Antônio e Zahran
Rachid Neder: Entre a Ernesto Geisel e Dolor Ferreira de Andrade
Senador Filinto Muller: Entre Manoel da Costa Lima e George Chaia
Manoel Inácio de Souza: Entre Hermelita de Oliveira Gomes e Espírito Santo
Pedro P. S. Oliveira: Entre Marginal Bálsamo e Marginal Lageado
Amazonas: Entre a Salinas e Enoque Vieira de Almeida
Antônio Moraes Ribeiro: Entre a Tamandaré e Januário Barbo

Deixe uma resposta