Troco Solidário ajudará associação que presta mais de 500 atendimentos/mês a diabéticos

0

Com mais de 500 atendimentos mensais voltados ao público em geral, mas com prioridade a quem tem diabetes, principalmente com baixo poder aquisitivo, a Adifa-MS (Associação dos Diabéticos, Familiares e Amigos do Mato Grosso do Sul) será contemplada com o Troco Solidário do Comper, cuja arrecadação será realizada entre os meses de maio e junho nas 11 lojas da Rede em Campo Grande. A verba, segundo a assistente social Emilia Parreira, será investida no complemento à ajuda de custo dos profissionais, em despesas correntes e projetos educativos.

 

 

Emilia diz que no imóvel cedido pela Paróquia São Judas Tadeu para os serviços prestados ao público são realizados mensalmente 240 atendimentos na área de educação física, 50 de psicologia, 120 de fisioterapia, 55 de serviço social e 60 relacionados à nutrição. “A verba que receberemos do Troco Solidário do Comper complementará a ajuda de custo dos profissionais; nos ajudará com as despesas correntes, como água, energia, telefone e internet, além da realização de palestras em escolas públicas, assim que as aulas forem retomadas após a  pandemia do coronavírus”.

 

 

Com o rápido contágio da Covid-19, a Adifa-MS tem tomado certos cuidados para proteger os funcionários e pacientes, como uso de máscaras e álcool gel. “Estamos tomando todos os cuidados possíveis, deixando para os pacientes de risco, a exemplo de idosos, crianças e portadores de alguma enfermidade, decidirem se querem continuar os tratamentos. Este ano, desde março, os atendimentos diminuíram por conta da pandemia”, observa Emilia.

 

 

Além dos atendimentos prestados por cinco profissionais voluntários, que recebem ajuda de custo, a associação também faz ações em bairros carentes. Nesses locais são oferecidos testes de glicemia, aferições de pressão, antropometria [conjunto de técnicas utilizadas para medir o corpo humano ou suas partes, como peso e altura], atividades infantis, lanches, oficinas culinárias e consultas médicas, além de cortes de cabelo, acupunturas, testes sanguíneos e serviços de podologia, nesses casos com o apoio de parceiros.

 

 

Funcionando de segunda à sexta em todos os horários, a Adifa dispõe de academia para uso diário. Os atendimentos de fisioterapia são realizados nas manhãs de segundas, quartas e sextas-feiras, enquanto quem precisa de apoio psicológico pode fazer terapia às terças e quartas durante o dia todo. Consultas com nutricionista acontecem às terças e quartas em período integral e para os diabéticos que precisam do apoio da assistência social os serviços são diários.

 

 

A Adifa-MS foi fundada em 2004 e objetiva, além dos serviços prestados, esclarecer toda a sociedade sobre o diabetes, doença muitas vezes silenciosa e que pega várias pessoas de surpresa, inclusive quando descobrem pode estar bastante avançada. Sua localização é na rua Fernando Augusto Corrêa da Costa, 86, Jardim América, região central de Campo Grande, porém a entrada fica na rua México, 235. Atualmente ela é presidida por Flávio Koga.

 

 

Doações em dinheiro podem ser feitas à conta corrente 28858-6, agência 911 do Banco Sicredi. Telefone de contato é o (67) 3306-6553 e as redes sociais são @adifa_ms (instagram) e Adifa-MS (facebook).

 

 

Troco Solidário – Há 13 anos o projeto implantado pela Rede Comper de Supermercados em Campo Grande tem beneficiado diversas entidades com a iniciativa. Hoje, a arrecadação de moedas que os clientes doam nos caixas beneficia uma entidade a cada dois meses. As instituições que têm interesse em participar do projeto devem procurar a Rede Comper e repassar um histórico, além de uma série de documentos.

 

 

De acordo com Fernanda Bardauil, gerente de relacionamento do Comper e responsável pelo projeto em Campo Grande, “a Adifa atende uma parcela da população campo-grandense que tem diabetes. Todos os serviços são gratuitos e disponibilizados com excelência pelos profissionais que ali trabalham. É uma honra a nossa Rede poder ajudar essa importante instituição nesse momento de caos”.

 

 

 

 

 

 

 

Fotos: Roberto Higa

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui