Vídeo: facção resgata chefe do CV, deixa um policial morto e três feridos durante transferência de presos

0

A fuga do líder do Comando Vermelho, Jorge Teófilo Samudio Gonzalez, vulgo “Samura” na manhã desta quarta-feira (11), quando ele e outros dez presos eram transferidos do sistema prisional de Assunción, capital do Paraguai para um presídio do interior colocou a cúpula da Polícia Nacional do Paraguai em xeque mate, já que segundo informações a SENAD ( Secretaria Nacional Antidrogas) teria informado sobre o plano de fuga existente, situação que se concretizou na manhã de quarta-feira, quando um grupo tipo comando atacou o comboio que deixou três policiais feridos e um subcomissário morto, informações indicam que mais de oito homens fortemente equipados com arma de guerra, utilizando veículos roubados, atacaram o comboio e liberaram os presos, dos quais sete foram recapturados horas após quando tentavam fugir do cerco policial na capital Assunção.

Samura tinha sido preso em uma operação dos Agentes especiais da SENAD no dia 10 de outubro de 2018, durante uma operação na região paraguaia de Bella Vista Norte na fronteira com Bela Vista, onde a SENAD desarticulou a facção criminosa denominada “Samura”, especializada no transporte aéreo de drogas do Paraguai as grandes cidades brasileiras e outros países vizinhos.

Na época, foram presos dez integrantes da facção criminosa, dentre eles, o líder do bando identificado como, Jorge Teófilo Samudio Gonzalez, vulgo “Samura” que seria o elo entre outras facções criminosas que atuam nos departamentos (estados) de Amambay, Canindeyu e Concepcion no Paraguai, com possíveis ramificações em território brasileiro, segundo o diretor Arnaldo Giuzzio, que ainda manifestou que Jorge Teófilo Samudio é foragido da justiça desde o ano de 2011, quando foi apreendido 370 kg de cocaína que seriam de propriedade do mesmo, cuja prisão foi aplaudida pelas autoridades da segurança pública do Paraguai, já que o mesmo era considera um dos chefes do narcotráfico que atuava em várias cidades paraguaias, região de fronteira onde era considerado um dos líderes do CV (Comando Vermelho) que teria se instalado na região de fronteira de Bela Vista no estado do Mato Grosso do Sul, de onde controlava as plantações de droga e o transporte a bordo de aeronaves ao território brasileiro.

 

 

 

 

 

 

Com informações do Porã News

Deixe uma resposta