Depois de 4 anos sem ganhar um ‘teto’ Campo Grande recebe 1.234 ‘APÊS’

0

Quebra de jejum

 

As viagens do prefeito Marquinhos Trad a Brasília, desde que assumiu a Prefeitura de Campo Grande, tiveram ótimo resultado. Na segunda-feira (6), o Governo Federal divulgou o resultado das propostas habilitadas para o Programa Minha Casa, Minha Vida – Fundo de Arrendamento Residencial, garantindo 1.234 apartamentos para Campo Grande.

 

Os projetos selecionados asseguram 368 apartamentos no Condomínio Residencial Portal Laranjeiras; 256 para os residenciais Sírio Libanês I e II; 224 para o Residencial Jardim Aero Rancho Ch7; 224 para o Residencial Jardim Aero Rancho Ch8; 96 para o Condomínio Residencial Sumatra e 66 para o Residencial Jardim Inápolis.

 

A novidade encerra ciclo de quatro anos em que não foram contratadas moradias populares na Capital. Só três municípios do Estado foram contemplados. Além de Campo Grande, Paranaíba e Sete Quedas tiveram projetos selecionados.

“Nos primeiros dias reunimos a bancada federal e fomos a Brasília para solicitar moradias para nossa cidade. Agora, temos essa ótima notícia, resultado do nosso empenho em apresentar bons projetos. São 1.234 famílias que vão realizar o sonho de ter casa própria”, declarou o prefeito Marquinhos Trad.

 

Agora a prefeitura tem até 180 dias para complementar o projeto inicial, de acordo com as exigências da Caixa Econômica Federal, que é agente financiadora. A administração municipal fica responsável pela doação da área, que já está garantida, e isenção dos tributos, conforme as regras do Minha Casa Minha Vida.

 

Cabe ao Governo do Estado a contrapartida para o investimento, que deve ter custo de, aproximadamente, R$ 85 milhões. A expectativa é de que a prefeitura resolva estas questões burocráticas antes dos 180 dias.

Deixe uma resposta