“O objetivo do Estado é um só: a universalização do esgoto”, disse Miglioli

 

Após o Governo lançar R$ 67 milhões em investimentos na área de saneamento, o secretário de Estado de Infraestrutura, Marcelo Miglioli, reafirmou o compromisso do Governo com a universalização do esgoto em Mato Grosso do Sul. “O Estado tem um objetivo que é buscar a universalização do esgoto, porque no nosso entendimento o esgotamento é uma área extremamente importante e tem ligação direta com a questão da saúde. Então é um propósito do Governo buscar isso. Tanto que estamos fazendo trabalho em dois segmentos para alcançar esse objetivo”, disse durante entrevista ao jornal Bom Dia MS.

 

Segundo Miglioli, para chegar à universalização do esgoto, o Governo tem trabalhado em duas frentes, uma com investimentos próprios buscando parcerias com financiamento e recursos federais e outra através do estudo de concessão para uma parceria público-privada para o setor de esgoto.

 

Ainda de acordo com o secretário, Mato Grosso do Sul está um passo à frente, uma vez que, além dos investimentos realizados pela Sanesul no Estado, a Agência Estadual de Gestão de Empreendimentos (Agesul) também vem realizando investimentos na área de esgoto, em parceria com a Funasa e o Ministério das Cidades.

 

Atualmente, no que diz respeito a água, a Sanesul já tem a universalização em 68 municípios de Mato Grosso do Sul e há investimentos maciços para que seja garantido um serviço contínuo de disponibilidade de água. Na área de esgotamento sanitário, em 2015 o Estado contava com algo em torno de 30% de cobertura, e o objetivo é até o final de 2018 atingir a meta de 70 a 75% de cobertura. “Ao final desses 4 anos queremos fechar com investimentos de cerca de R$ 1 bilhão na área de saneamento”, pontuou o secretário.

 

 

Investimentos

 

Ao todo, os investimentos da atual gestão totalizam, entre obras já executadas, a executar e planejadas, R$ 800 milhões. São mais de 160 obras espalhadas pelo Estado e já foram e serão perfurados 47 poços, construídos 58 reservatórios e realizados 744 quilômetros de  rede de distribuição.

 

As redes de esgoto também estão sendo ampliadas com a implantação de 2 mil quilômetros de redes coletoras, 108.730 novas ligações domiciliares de esgoto. Também estão sendo construídas e ampliadas 38 ETE’s e 83 novas elevatórias de esgoto.

 

A Sanesul conta atualmente com 59 ETE’s em operação em 50 municípios e um distrito, e trata 100% do volume de esgoto coletado. Mensalmente são coletados e tratados 1,5 bilhão de litros de esgoto em MS.

Deixe uma resposta