Fronteira: Senad, PF, Garras, GOI e Homicídios prendem suposto envolvido em execução de policial brasileiro

0

Força-tarefa composta pelas polícias Especializadas de Mato Grosso do Sul, Garras (Del. Esp. Rep. a Roubos a Banco, Assaltos e Sequestros), GOI (Grupo de Operações e Investigações), Del. Especializada de Repressão aos Crimes de Homicídios, Polícia Federal e Senad (Secretaria Nacional Antidrogas) do Paraguai culminou com prisão de um suposto pistoleiro e uma foragida da justiça na fronteira.

 

Os detidos foram identificados como, Edson de Lima (53) preso na tarde de segunda-feira (26) por volta das 17h00, no bairro da Granja pelos investigadores da Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes de Homicídios, quando chegava a uma creche para pegar a filha, já a esposa identificada como Antônia Aguiar Moreira Neta (29) foi presa em uma residência situada na rua Sauce do bairro Obrero na cidade de Pedro Juan Caballero em uma ação coordenada dos investigadores da Policia Civil e da SENAD com o apoio do promotor de justiça Armando Cantero.

 

Na residência, a polícia apreendeu uma pistola 9mm da marca Glock com quatro carregadores, um veículo da marca Mercedes Benz, placa BTH 110 Paraguai e cinco aparelhos de celular que por ordem do promotor de justiça foi encaminhado juntamente com a presa para a base da SENAD na cidade de Pedro Juan Caballero, onde a promotoria deverá apresentar o caso a justiça e posteriormente entregar a cidadã brasileira as autoridades do Brasil.

 

Segundo informações, a prisão do casal se deu após um minucioso trabalho de investigação das polícias, e os detidos teriam suposto envolvimento com o assassinato do investigador do SIG (Setor de Investigação Geral) Wescley Dias Vasconcelos (37) executado com mais de 30 tiros de fuzil AK 47 e 7.62, na tarde de terça-feira (06) de março por volta das 18h20, quando chegava em uma residência situada na rua Campo Grande no bairro Reno da cidade de Ponta Porã, a vítima transitava em um veículo oficial da marca Fiat, cor preta, placas HTO 3263 do estado do Mato Grosso do Sul, acompanhada pela funcionária da justiça, cedida a Policia Civil, identificada como, V.N., que recebeu quatro impactos de fuzil, mas se encontra fora de perigo.

 

O investigador teria sido executado a mando do foragido da justiça brasileira Sérgio de Arruda Quintiliano Neto (32), vulgo “Minotauro”, que segundo o promotor de justiça estaria também utilizando documentação em nome de Celso Matos Espindola, cuja residência e local comercial foram alvos da polícia na manhã de segunda-feira (26), onde o mesmo não foi encontrado, já no lava jato de propriedade de “Minotauro” foram encontrados vários bidões de Hidróxido de Potássio, que segundo a polícia, seria utilizada para o preparo da pasta base de cocaína, no local ainda foram apreendidas balança, várias caixas de ferramentas, macaco hidráulica e formo utilizado para preparo e cozimento da pasta base de cocaína e Edson de Lima seria um pistoleiro de aluguel a serviço de “Minotauro” pela que os investigadores da Delegacia de Homicídios da Policia Civil realizaram um monitoramento que culminou na prisão do mesmo na tarde de hoje em Ponta Porã e de sua esposa na residência situada na cidade paraguaia de Pedro Juan Caballero.

 

Manchete Popular com Poranews

Deixe uma resposta