Justiça libera com tornozeleira ex-comandante da PM e policial civil presos em esquema de agiotagem

0

Nem 24 horas na prisão, a Justiça de Mato Grosso do Sul decidiu pela libertação, mediante uso de tornozeleira eletrônica, do ex-comandante da Polícia Militar de Mato Grosso do Sul e ex-deputado estadual coronel José Ivan de Almeida e do policial civil aposentado Reginaldo Freitas Rodrigues, presos ontem (26) por extorsão. 

Figura conhecida no Estado por mais de 30 anos no serviço militar, ter até comandado a Polícia Militar e feito parte da política sul-mato-grossense, Coronel Ivan  intermediava a cobrança de um empréstimo para um agiota, identificado como Patrick Samuel Georges Issa. Ele e Reginaldo chegaram a intimidar pessoalmente dois homens que deviam. A dívida estava no valor  R$ 281,3 mil, conforme taxa de juros determinada pelo grupo de agiotagem. 

Coronel Ivan foi preso pelo Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado (Gaeco), do Ministério Público Estadual, junto com Reginaldo quando estavam na casa de um dos devedores fazendo ameaças para receber o dinheiro e propondo até a entrega de uma caminhonete para quitar parte do montante. 

O  agiota Patrick foi preso na casa dele, no bairro Chácara Cachoeira. Com Patrick foram apreendidas armas e munições sem registro e ele foi preso por posse irregular e porte ilegal de arma de fogo de uso permitido. Ele também deixou a prisão com alvará de soltura. Os três ocupavam celas na Delegacia Especializada de Repressão a Roubo a Banco, Assalto e Sequestro  (Garras).

 

Da redação

Deixe uma resposta